Araguari Places
O suspeito de matar o empresário mineiro no Rio Grande do Sul responde a cinco processos judiciais por estelionato. A informação foi repassada nesta terça-feira (13/6) pela Polícia Civil (PC) do estado, que, inicialmente, ouviu o homem como testemunha, mas constatou contradições no depoimento, e ele passou a ser suspeito. 

Além desse homem, que era sócio de Samuel Eberth Melo, há mais um suspeito confirmado pela PC. Ambos estão presos. "Após verificar diversas inconsistências no depoimento como testemunha, ele [sócio] passou a ser suspeito. Já no interrogatório como suspeito, ficou em silêncio", diz a delegada responsável pelo caso, Marcela Ehler. 

Crime em família?

Uma pessoa ligada a Samuel, que pediu para não ser identificada, contou para a reportagem que o segundo homem envolvido no assassinato é genro do parceiro comercial do empresário mineiro. O homem em questão mora em Santo Antônio da Patrulha, cidade onde o corpo da vítima foi encontrado. 

Segundo a pessoa, existe a possibilidade de que toda a família dos suspeitos esteja envolvida no crime.

A fonte também contou que o crime foi "decidido de última hora". Samuel foi convencido a ir até Santo Antônio da Patrulha após o suspeito dizer que alguns dos veículos estavam sendo exibidos em uma feira na cidade.

"Durante a viagem, após passar por um pedágio, o cara teria parado o carro em uma estrada deserta e ficado ali por mais de 40 minutos no telefone planejando o assassinato. Até esse momento, Samuel não sabia o que estava acontecendo. A polícia viu pelo rastreador do celular que ele chegou até a se afastar do carro pra conversar e depois voltou", contou.

Ao chegarem na cidade, Samuel foi surpreendido pelo segundo suspeito. Ele foi rendido, e o crime aconteceu. O corpo foi escondido em uma área de difícil acesso.

Também nesta terça-feira, foram divulgadas imagens de uma câmera de segurança de uma loja de ferramentas, a qual mostrava o sócio de Samuel comprando pás, lona e enxada. As imagens, que têm cerca de três minutos, foram gravadas às 15h15 do dia 2 de junho, data de último contato do empresário com a família. É possível perceber o homem andando de um lado para o outro da loja, com o celular na mão.

Entenda

O empresário Samuel Eberth Melo, de 41 anos, estava desaparecido desde o último dia 2. Ele é dono de uma concessionária em Contagem, na Região Metropolitana de Belo Horizonte, e viajou a trabalho para cobrar o parceiro de negócios a quem tinha consignado 44 carros para revenda, há quatro meses, cujo valor estimado em R$ 5 milhões não teria sido repassado. 

Essa era a segunda remessa de veículos enviada de Belo Horizonte ao Rio Grande do Sul. A primeira tinha 25 veículos, e Samuel recebeu o dinheiro.

  • Araguari Places

    Interaja! Deixe seu comentário.

    EM ALTA...
  • EVENTOS

    Não há eventos previstos.

  • WP Radio
    WP Radio
    OFFLINE LIVE
    Scroll to Top